Uáduiussei?
   
Histórico
Outros sites
Rascunhos - O Blog da Cris Bauer
Pano Assado - O Blog da Denise Pinheiro (a D. Patroa)
Filosofias nada-a-ver da vida - o Blog da Sora
Expertise - o Blog da Sheila Campos
Passei o olhar - o blog da Fabby Gouveia
Cyncity - O Blog da Cynthia
Drops da Fal
Madame Mean - o blog da Ticcia -
Blig do Gomes - Automobilismo e afins
Amorosa - o Blog da Márcia
Trufa com Canela - O blog da Mariza Vale
Eu posso explicar - Ristin
coisa sem nome
Um Arquiteto Comum
Parede de Meia - o blog do Fernando Lara

Votação
Dê uma nota para meu blog

 


Cinema para quem precisa

Minha amiga Rubeolina manda recado de que a revista inglesa de cinema Empire divulgou a lista dos 500 melhores filmes de todos os tempos – em uma eleição que contou com mais de 10.000 votantes, 150 especialistas em Hollywood e 50 críticos de arte.

 

Dá para ficar discutindo os méritos da lista até o dia do juízo final – inclusive o fato de que o filme que aparece em primeiríssimo lugar, O Poderoso Chefão, é um dos poucos e reais motivos que me levam a pensar em me divorciar da D. Patroa (ela não gosta do filme sem ter visto, e por motivos feministas, vai entender).

 

Mas vá lá ver a lista. É bem interessante, e dá para lembrar de filmes imperdíveis como o fabuloso “Um Sonho de Liberdade” (The Shawshank Redemption, 1994), em um honroso 4o lugar na lista (atrás do primeiro Indiana Jones e Guerra nas Estrelas).

 

E já que o assunto é cinema, nosso problema aqui é outro. Nos associamos a um serviço daqui chamado Netflix que é o bicho. É uma baita hiper super locadora de dvds que funciona via correio. Você entra na internet e seleciona quantos filmes quer ver - uns 200, por exemplo. Aí, eles te mandam uma primeira fornada de 3 dvds pelo correio, com um envelope próprio para devolução. Você assiste, reenvia o filme pr'eles e, assim que chegar lá, eles te mandam o próximo da lista (vc pode ir acrescentando ou tirando filmes da lista o tempo todo, e decidindo qual você quer ver primeiro). Dá para imaginar a festa que está sendo aqui, né?

Assistimos às duas últimas temporadas de West Wing por este sistema (mas já decidimos que vamos comprar o pacotão todo, não dá para não ter essa série em casa) e ontem vimos Mansfield Park, que eu achei bem marromeno...

 

E nossa lista é eclética prá burro. Tem de Speed Racer (eu tenho que ter argumentos para discutir com o Henrique!) a The Commitments e O Gangster, passando por filmes de Bollywood e faroestes clássicos...

 



Escrito por max amaral às 12h18
[] [envie esta mensagem] []




Quem tá rindo de quem?

Vejam aqui o Gerador Automático de Entrevistas da Sarah Palin.

Pode parecer piada, que tem gente pegando no pé da moça, mas eu juro que é verdade: ela deu uma entrevista na TV aqui em que as respostas dela eram do mesmo jeito, sem pé nem cabeça. Tanto é que o Partido Republicano está escondendo a moça, ela não dá mais entrevistas para ninguém, e tem um monte de conservadores famosos pedindo que ela renuncie à candidatura. Virou até notícia na CNN, veja você...

é por essas e outras que o debate dos vice presidentes na quinta feira (22:00 hs, horário de Brasília) é imperdível.

Nós só temos medo é de que ela esteja dando o mesmo golpe que o Leo McGarry deu quando era candidato a vice na chapa do Matthew Santos: antes do debate dos vice presidentes, vazou para a imprensa que estava nervoso, inseguro, não sabia falar em publico, perdia a cabeça fácil. Baixou as espectativas e, na hora do vamovê, jantou o candidato republicano...

(e, por mais que continue a apoiar o Obama, sei que nunca mais os EUA terão um presidente tão bom quanto o Josiah Bartlet...)



Escrito por max amaral às 20h07
[] [envie esta mensagem] []




bumper sticks

No blog do Pedro Dória, ele conta que viu um carro com esse adesivo:

"Que o feto que vc salvar seja gay".

Obviamente uma provocação contra o povo pró-vida. Mas que pode ter montes de outras explicações, como um comentário lá no mesmo blog levanta:

a) É um adesivo de uma campanha pró-aborto, mas homófoba. Salvou o feto? Pois bem, dane-se, que ele seja homossexual.

b) é de uma campanha GLS contra o aborto. Que você seja contemplado com um filho homossexual caso você não interrompa essa gravidez.

c) A palavra gay está sendo usada em seu primeiro sentido, alegre. Que a criança que você salvou seja feliz.

d) É de uma campanha pró-aborto conduzida por pessoas pessimistas mas de bom coração. Esperamos que o feto que foi salvo consiga ser feliz.

e) É de uma campanha contra o aborto feita por pessoas de bom coração. Que a criança salva seja feliz.

f) É um adesivo sem nenhum sentido, inventado por gente que está querendo encrenca. Com os GLS, com homófobos, com os pró-aborto, com quem é contra o aborto. Vai acabar mal, principalmente por que os militantes contra aborto não levam essas coisas na esportiva.

 

De todo jeito, em tempos de Sarah Palin, achei engraçado. Me lembrou outro adesivo que vi por aqui, contra o ensino religioso nas escolas:

"não venha rezar na minha escola que eu não vou pensar na sua igreja "...

 



Escrito por max amaral às 21h56
[] [envie esta mensagem] []




as folhas suicidas

ontem, subimos as montanhas. Já que a neve não chega até aqui, fomos atrás dela lá em cima, e posso anunciar orgulhosamente que recebi os primeiros flocos do inverno que se aproxima.

Mas se tem uma coisa que me surpreende nos EUA é a organização: domingo passado começou o outono. Tudo bem, é um fato astronômico mais que uma convenção de calendário, mas as árvores por aqui precisavam ser tão educadas?!

Simplesmente, de uma hora para outra, as folhas mudam de cor e começam a cair. Por que é que isso não aconteceu uma semana antes, ou atrasou em uma semana? Tem alguém que aperta um botão no Departamento Nacional de Parques e Jardins e pronto? Irritante.

Mas que é bonito, é.



Escrito por max amaral às 13h23
[] [envie esta mensagem] []


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]